Avançar para o conteúdo principal

.

CA Trofa conquista a Taça de Portugal 09/10

O Clube Académico da Trofa ergueu hoje o quarto troféu do seu historial ao vencer, por 3-0 (25/15, 25/16 e 25/9), o Sporting Clube de Braga, na Final da Taça de Portugal de Seniores Femininos, organizada no Pavilhão Multiusos de Baião, pela Federação Portuguesa de Voleibol (FPV) e Associação de Voleibol do Porto, com o apoio da Câmara Municipal de Baião.

O jogo foi transmitido em directo pelo canal televisivo Sport TV e pôde ser seguido ainda através do sistema de live score na página oficial da FPV. [Ver Ficha de Jogo]

O SC Braga entrou bem no jogo. Desinibida, a equipa bracarense procurou surpreender a sua adversária, arriscando no serviço, saindo rapidamente para o ataque e procurando resguardar a sua defesa baixa. Com esta postura ambiciosa, a equipa de João Lucas logrou criar uma pequena vantagem (7-5), da qual, contudo, não conseguiu usufruir pois o CA Trofa, rectificou alguns erros – sobretudo no serviço – e começou a fazer valer a sua supremacia nas jogadas ofensivas e na defesa alta.
Após chegarem em vantagem ao primeiro tempo técnico (8-7), as pupilas de Manuel Barbosa distanciaram-se (14-9) e atingiram a segunda paragem obrigatória com clara vantagem (16-11). Pouco depois, a vantagem era já de 10 pontos (22-12), o que tornava impossível a recuperação.
As campeãs nacionais fecharam o set com um serviço directo de Sara Souza: 25/15.

No segundo parcial, a história repetiu-se. O SC Braga entrou melhor (3-1), mas o CA Trofa reagiu e passou a liderar o marcador (6-4). Dois pontos de Mariana Falcão e um de Filipa Castro equilibraram novamente a partida (7-7), mas as trofenses chegaram ao primeiro tempo técnico a vencer (8-7) e afastaram-se um pouco (12-8). As bracarenses reagiram (11-13), mas o CA Trofa voltou a distanciar-se (16-12).
Um bloco individual da capitã Sara Souza (19-12) e os serviços de Ana Couto (22-12) sentenciaram o desfecho do set: 25/16, com um serviço directo de Sara Souza.

O CA Trofa entrou de rompante no terceiro set e, complementando muito bem os bons serviços de Vanessa Rodrigues com as acções ofensivas e defensivas na rede de Juliana Silva, Tâmara Hoffman e Juliana Fernandes, chegou com surpreendente facilidade aos 10-0.
Com tal desvantagem, que se prolongou ao longo do parcial (2-16) e diante de um adversário de um calibre como o CA Trofa, era praticamente impossível à jovem lutadora equipa bracarense não acusar o golpe e reagir a tempo de virar o jogo.
Pelo contrário, cada vez mais confiantes, as jogadoras do CA Trofa faziam tudo bem, daí que o resultado não pudesse ter sido outro: 25/9, com um ataque de Tâmara Hoffman.

João Lucas, Treinador do SC Braga: “O ritmo das duas equipas é totalmente diferente. Estivemos quase a conseguir entrar na Série dos Primeiros, o que nos daria outro ritmo competitivo para podermos enfrentar melhor uma equipa forte como o CA Trofa.
Tivemos muitas dificuldades em ultrapassar o bloco e arriscámos no serviço, mas acabámos por falhar mais do que criar problemas às nossas adversárias, que venceram com inteira justiça.
Estou muito satisfeito e orgulhoso com estas jogadoras, pela época que fizeram e por terem dado ao clube a alegria de terem sido finalistas na Taça de Portugal”.

Manuel Barbosa, Treinador do CA Trofa: “Partíamos para este jogo como favoritos e sabíamos que se entrássemos forte a vitória seria nossa.
Mérito ao Braga pela forma como se bateu, mas nós temos outro ritmo de jogo porque estamos a lutar pelo título no Play-off da Série dos Primeiros.
Estamos de parabéns pela conquista de mais um troféu para o clube, mas estamos já concentrados no segundo jogo com o CD Ribeirense para o Campeonato Nacional”.

No total das 38 edições da Taça de Portugal, os títulos estão assim distribuídos: Castelo da Maia GC e Leixões SC (8); Boavista FC (7); CA Trofa (4); AC Portugal (3); Sporting CP e SL Benfica (2), CD Ribeirense, CS Madeira, CDUP e E. Avenida (1).

CA Trofa:
- 1ª Eliminatória – CA Trofa / GDC Gueifães – 3/1 (25/13, 19/25, 25/11 e 25/17)
- 2ª Eliminatória – SC Arcozelo / CA Trofa – 0/3 (11/25, 20/25 e 20/25)
- Quartos de Final – Ala Nun’Alvares / CA Trofa – 0/3 (23/25, 18/25 e 16/25)
- Meias Finais – CA Trofa / Club K – 3/1 (25/16, 25/19, 10/25 e 25/13)

SC Braga:
- 1ª Eliminatória – Lusófona VC / SC Braga – 0/3 (23/25, 15/25 e 15/25)
- 2ª Eliminatória – CF Belenenses / SC Braga – 1/3 (24/26, 31/29, 19/25 e 20/25)
- Quartos de Final – CV Oeiras / SC Braga – 2/3 (25/19, 19/25, 13/25, 25/17 e 9/15)
- Meias Finais – CSD Câmara Lobos / SC Braga – 2/3 (23/25, 25/23, 25/11, 22/25 e 9/15)

fonte: FPV

Mensagens populares deste blogue

Vanessa Rodrigues renova com o Famalicão Vólei AVC

Vanessa Rodrigues, sete vezes Campeã Nacional sénior, vencedora de cinco Taças de Portugal e 1 Supertaça de Portugal, chegou a acordo com o Famalicão Vólei AVC e vai continuar a representar o clube pelo qual conquistou o "Triplete" na última época.

Porto Vólei 2014 começa a dar que falar

Este fim-de-semana, o novo clube de voleibol da cidade do Porto esteve presente no AMB Volleyball Tour 2014, em Gondomar, nos escalões de juvenis, juniores e seniores femininos.

FAMALICÃO VÓLEI CAMPEÃO NACIONAL DA ELITE

O Famalicão Vólei AVC sagrou-se no passado domingo, dia 24 de Abril, Campeão Nacional de Seniores Femininos ao vencer, pela margem máxima, o Porto Vólei, no 4º Jogo do Playoff da I Divisão Elite.

Voleibol feminino não pára!

Com o primeiro jogo do playoff final da I Divisão de Elite 2015/2016 marcado para a Páscoa (26 de Março) e a Final Four da Taça de Portugal 2016 a realizar-se no fim-de-semana anterior, o Famalicão Vólei AVC e o Porto Vólei folgam amanhã e domingo.

PlayOffs definidos!

Este fim-de-semana, Porto Vólei e CD Ribeirense confirmaram as suas passagens à fase seguinte, na I Divisão Elite e na I Divisão, respectivamente.